Sexta-feira, 15 de Julho de 2011

Firefox 7 chega à versão Aurora e traz optimização de memória e mais velocidade

O canal Aurora do browser FireFox acaba de receber uma nova versão de testes. A versão 7 do FireFox apresenta-se mais rápido na sua inicialização, menos consumo de memória e melhorias na sincronização dos favoritos e passwords.

 Os interessados em descarregar o novo FireFox 7.0 Aurora podem fazê-lo a partir do endereço http://www.mozilla.com/en-US/firefox/all-aurora.html e esta disponível para Windows, Linux e Mac.

 Fonte: Wintech


publicado por helldanger1 às 09:09
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Julho de 2011

Como formatar e particionar um HD externo?

Todos os passos e dicas para deixar seu HD externo mais organizado.

 

 O uso de HDs externos está cada vez mais frequente entre os usuários. O principal motivo é o fato de eles oferecerem muito mais espaço do que a maioria dos pendrives e ainda assim serem portáteis. Com isso fica mais fácil carregar músicas, vídeos e documentos para qualquer lugar, sem abrir mão de espaço em mochilas e bolsas.

 Quando usados pela primeira vez, alguns HDs externos não possuem partição alguma. Dessa forma, é preciso formatar o disco e criar partições. Porém, o particionamento também pode ser feito em HDs que já possuem algum dado.

 A fim de ajudar o usuário nas tarefas de formatar e criar partições no HD externo, o Baixaki criou este tutorial. Nele você contra todos os passos e dicas necessárias para que todo o processo seja realizado sem problemas.

Pré-requisitos

 Para executar os passos descritos neste tutorial, você vai precisar de um HD externo conectado ao computador e privilégios de administrador do sistema operacional. Caso uma das pontas do cabo fornecido com o disco possua dois conectores USB, é importante que ambos sejam plugados à máquina.

Faço você mesmo

Formatando o disco

 Os HDs externos muitas vezes são gerenciados pelo sistema operacional como um pendrive. Dessa forma, a formatação do disco não é muito diferente daquela realizada em outros dispositivos portáteis.

 Abra o Meu Computador, clique com o botão direito do mouse sobre o HD externo e selecione a opção “Formatar”. Pronto, agora é só clicar em “Formatar” e esperar até que o processo seja finalizado.

 


 Vale lembrar que o tempo de formatação do HD externo vai depender da capacidade de armazenamento do disco. Quanto maior for o dispositivo, mais tempo ele vai levar para ser formatado.

HDs novos

 A maioria dos discos rígidos não vem particionada de fábrica, mesmo os HDs externos. Por isso, antes de começar a transferência de dados do PC para o dispositivo, é preciso formatar e criar partições no disco. Depois de conectar o HD externo ao computador, acesse o Meu Computador e clique com o botão direito no mouse sobre o volume desejado, selecionando a opção “Propriedades” logo em seguida.

 Na aba “Hardware”, dê um duplo clique sobre o disco que você deseja formatar. Essa etapa exige um pouco mais de atenção por parte do usuário, pois todos os HDs e dispositivos de armazenamento conectados à máquina são exibidos. Por isso, antes de avançar para a etapa seguinte, certifique-se de que o disco escolhido é o correto.

 


 Na janela de propriedades que será exibida, acesse a aba “Volumes”. Caso nenhum item seja exibido no campo “Volumes” presente na parte mais inferior da tela, escolha a opção “Preencher”. Uma vez feito isso, clique no botão “Ok” e feche as demais janelas em exibição.

 Pronto, agora você já pode começar a transferência dos arquivos para o seu HD externo. Alguns discos trazem softwares do próprio fabricante que facilitam não só o particionamento do HD, mas também o gerenciamento dos dados.

 Criando outras partições

 Um HD externo não passa de um disco normal inserido em um case, o que permite a transferência de dados via conexão USB. Dessa forma, o usuário também pode criar quantas partições desejar em um dispositivo externo. Os passos para a realização dessa tarefa são bem simples.

 Para começar, clique com o botão direito do mouse em Meu Computador e selecione a opção “Gerenciar”. Na coluna mais à esquerda da janela que abrir, escolha o item “Repositório” e, em seguida, clique sobre "Gerenciamento de disco".

 


 Serão listados todos os discos e dispositivos de armazenamento que estão conectados à máquina. Para criar uma partição extra, é preciso antes diminuir o espaço ocupado pelo volume principal. Clique com o botão direito sobre o dispositivo e escolha a opção “Diminuir Volume”.

 Na tela que aparecer, digite o espaço ser diminuído no campo apropriado e pressione o botão “Diminuir” para efetivar a operação. Na janela de gerenciamento de disco, é possível observar as modificações realizadas.

 


 Clicando com o botão direito do mouse sobre o espaço “Não alocado” e escolhendo a opção “Novo volume simples”, é possível escolher o sistema de arquivos, a letra de identificação da unidade e o nome para o volume. Pronto, agora você tem um HD externo com mais de uma partição.

 Fonte: Baixaki


publicado por helldanger1 às 09:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

Programas ocultos no windows

Pessoal aqui um pequena lista de programas encontrados no windows que é pouco conhecido pela maioria do usuários e alguns que não aparecem no menu iniciar mas que podem ser úteis. Para abrir, digite o nome do arquivo desejado no Menu Iniciar / Executar

 1. Mapa de Caracteres = charmap.exe (para procurar caracteres indefinidos com suas fontes)

 2. Limpeza de Disco = cleanmgr.exe

 3. Área de Transferência = clipbrd.exe (verifica o que está no clipboard, ou seja, o que está copiado na memória temporária)

 4. Dr Watson = drwtsn32.exe (ferramenta para solução de problemas)

 5. DirectX diagnóstico = dxdiag.exe (teste seu DirectX, video & placas de som)

 6. Private character editor = eudcedit.exe (crie ou modifique caracteres)

 7. IExpress Wizard = iexpress.exe (compactador de arquivos, se vc usar o WinRAR ou WinZip não precisa dele)

 8. Mcft Synchronization Manager = mobsync.exe (permite sincronização de arquivos na rede local)

 9. Windows Media Player 5.1 = mplay32.exe (abre a versão 5.1 do tocador)

 10. ODBC Data Source Administrator = odbcad32.exe (mexa com banco de dados)

 11. Gerenciador de Objetos = packager.exe

 12. System Monitor = perfmon.exe (tudo o que vc quiser saber sobre a performance do PC, para usuários avançados)

 13. Gerenciador de Programas = progman.exe

 14. Remote Access phone book = rasphone.exe

 15. Registry Editor = regedt32.exe ou regedit.exe (para ver /modificar o Registro do Windows)

 16. Services = services.msc (inicia, pára e configura os serviços do Windows)

 17. Network shared folder wizard = shrpubw.exe (crie pastas compartilhadas na rede)

 18. File signature verification tool = sigverif.exe (verifica a assinatura de um arquivo)

 19. Volume Control = sndvol32.exe (controle de volume)

 20. System Configuration Editor = sysedit.exe (modifique System.ini e win.ini)

 21. Syskey = syskey.exe (protege o banco de dados de contas do Windows - use com cuidado).

 22. Mcft Telnet Client = telnet.exe (CPublicar postagemliente Telnet em DOS)

 23. Driver Verifier Manager = verifier.exe (monitore atividades de drivers).

 24. Windows for Workgroups Chat = winchat.exe (um velho chat para rede local).

 25. System configuration = msconfig.exe (desabilite/gerencie arquivos carregados ao iniciar Windows)

 26. Diretivas de grupo - gpedit.msc (permite editar objetos de diretiva de grupo)

 

Credits Rai.72


publicado por helldanger1 às 09:04
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 12 de Julho de 2011

Conheça os atalhos mais ninjas do Internet Explorer 9

Aprenda alguns dos atalhos clássicos e outros mais secretos do navegador da Microsoft.


Ao longo dos anos, o navegador da Microsoft vem apresentando alterações relevantes em seu funcionamento, especialmente em suas últimas versões. Ainda estando entre a preferência da maioria dos usuários, o Internet Explorer 9 trouxe diversas novidades para seu público, além de estar significativamente mais rápido.
 Você que é fã deste navegador, ou está começando a utilizá-lo agora conhece os atalhos de teclado? Eles trazem uma alternativa para o uso do mouse para determinadas funções e, em alguns casos, podem ser um meio mais fácil de acessar recursos ocultos pelos menus do programa.
 Abaixo, o Baixaki separou uma lista com alguns atalhos clássicos do navegador, bem como alguns mais desconhecidos.
Alt: serve para exibir ou ocultar a barra de ferramentas.
Alt + C: abre a janela de Favoritos, Histórico e Feeds.
Alt + D: serve para destacar a barra de endereço.
Alt + N: seleciona o botão da barra de notificações (para utilizá-lo, pressione Enter ou Esc para desmarcá-lo).
Alt + X: acessa o menu de Ferramentas (“Tools”).
Alt+ Seta para a esquerda: voltar para o endereço anterior.
Alt + Seta para a direita: avançar para o próximo endereço (caso você tenha voltado).
Alt + Enter: maximiza (e coloca em modo de visualização “tela cheia”) ou minimiza a janela (caso ela esteja maximizada).
Alt + 9: força a abertura do modo de renderização do Internet Explorer 9 (apenas no console de desenvolvimento).
 Alt + 0: serve para redefinir a forma de operação do modo de renderização da página no navegador (utilizado a partir do console de desenvolvimento).
Ctrl + B: utilize este atalho para organizar seus Favoritos.
Ctrl + D: adiciona a página atual nos seus Favoritos.
Ctrl + E: abre a caixa de pesquisa.
Ctrl + F: pesquisar um termo (ou palavra-chave) na página carregada.
Ctrl + J: abre o gerenciador de downloads.
Ctrl + K: duplica a aba ativa.
Ctrl+L: seleciona o conteúdo do campo de endereços (URL do site atual, por exemplo).
Ctrl + N: abre uma nova janela.
Ctrl + T: abre uma nova aba.
Ctrl + W: fecha a aba ativa.
Ctrl + Clique link: faz com que o endereço seja aberto em uma nova guia.
Ctrl + Enter: serve para adicionar o "www" no começo de um endereço e o ".com" no final.
Ctrl + Alt + F4: exibe uma janela de mensagem perguntado se você quer fechar a aba atual ou as outras abas abertas.
Ctrl + Shift + Delete: serve para excluir o histórico de navegação.
Ctrl + Shift + P: ativa o modo de navegação “InPrivate” (privativo), no qual não são armazenados rastros de suas atividades na internet (inclui cookies, histórico, etc.).
Ctrl + Shift + F: ativa a opção de filtragem “InPrivate”. Quando você acessa um site que apresenta conteúdo de outro provedor, por vezes, informações de sua visita podem ser enviadas para tal provedor. Caso você queira, pode optar por bloquear o envio desses dados ou escolher quais domínios não devem recebê-los. (vale lembrar que o bloqueio total pode deixar certas páginas indisponíveis).
Ctrl + Tab: utilizado para navegar entre as abas abertas no browser.
Ctrl + - (sinal de subtração): serve para diminuir o zoom aplicado sobre uma página.
Ctrl + + (sinal de adição): serve para aumentar o zoom aplicado sobre uma página.
Ctrl + 0 (zero): reseta as configurações de zoom para o tamanho padrão do navegador.
Ctrl + 1 a 8: serve para alternar entre abas. Ao utilizar este atalho, você vai para a guia na ordem correspondente ao número escolhido.
Ctrl + 9: acessar a última aba aberta no navegador.
Ctrl + F5: limpa as informações de cache do navegador e atualiza a página.
F4: mostra a lista de endereços digitados recentemente.
F5: faz com que a página seja atualizada.
F11: mudar para o modo de exibição “tela cheia” (ou sair dele).
F12: abre o console de desenvolvimento.
Esc: interrompe o carregamento de uma página.
F7: abre o modo de navegação por cursor. Esse recurso mostra um pequeno cursor nas páginas da internet. Uma vez ativado, em vez de usar um mouse para selecionar texto ou navegar pelo site, é possível fazê-lo pelas teclas de navegação do teclado (Home, End, Page Up, Page Down e as setas).
 Embora nem todos adotem os atalhos de teclado, conhece-los oferece uma alternativa ao modo de utilizar o navegador.


 Fonte: Baixaki


publicado por helldanger1 às 09:02
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Julho de 2011

ferramenta gratuita para eliminar a TDL4

A TDL4 é a última grande ameaça no mundo da segurança informática. Ainda que não seja nova - a sua primeira aparição data de 2008 - as suas constantes melhorias converteram-na numa das peças de malware mais difíceis de eliminar e com efeitos mais danosos para a segurança dos utilizadores.

 Este rootkit não é um exemplar de malware comum: utiliza algoritmos personalizados e fica completamente oculto no sistema depois de o ter infectado. Para além do mais, dado que conta com um dos rootkits mais avançados do mercado, o mais provável é que a maioria dos antivírus não o identifiquem com precisão, muito menos que o eliminem.

 Uma vez executado, o TDL4 infecta o Master Boot Record (MBR), o que permite carregar o seu código antes mesmo que o Windows se inicie. Esta funcionalidade permite ao rootkit interceptar as funções críticas do sistema. Estando, ainda, desenhado para infectar versões do Windows de 32 e 64 bit, o que faz com que seja o mais perigoso dos exemplares.

 Esta ameaça propaga-se através de sites de pornografia, assim como através de repositórios ilegais de partilha de arquivos, onde se disfarça de cracks e codecs. Por outro lado, as infecções pela TDL4 também se registaram em equipamentos que tinham sido infectados com bots Zeus, o que pode indicar que este último é o responsável por descarregar e instalar o rootkit.

 O rootkit por si mesmo não tem potencial para danificar. Contudo, é utilizado por outros exemplares de malware para ocultar a sua presença no equipamento, assim como para obter privilégios adicionais no sistema. Por defeito, o rootkit vem com duas componentes: um módulo de cliker que permite aos seus criadores redirigir o tráfego online para uma variedade de sites maliciosos; e um segundo módulo, designado de tdlcmd.dll que implementa a funcionalidade botnet e permite ao malware receber ordens do seu criador para assim poder modificar os resultados de procuras e mostrar certos vínculos de afiliação. Deste modo, os ciberdelinquentes obtêm um benefício económico defraudando os programas de publicidade que pagam por cada click recebido.

 A BitDefender® lançou duas ferramentas gratuitas para eliminar esta ameaça dos equipamentos, tanto de 32-bit, como de 64-bit. Podem ser descarregadas directamente através dos seguintes links:

 

http://www.malwarecity.com/files/bitdefender-tdss-tdl4-removaltool-x32.exe

 

http://www.malwarecity.com/files/bitdefender-tdss-tdl4-removaltool-x64.exe

 

Fonte: WinTech


publicado por helldanger1 às 22:59
link do post | comentar | favorito
|
Design By FC Copyright ®2007 2009 Todos os artigos por mim postados, estão hosp na própria Internet, Qualquer arquivo protegido deve permanecer,no máximo, 24 horas em seu computador. - Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apaga-lo ou comprá-lo apos 24 horas. - A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Como formatar o computado...

. Como formatar e instalar ...

. INSTALAÇÃO DO WINDOWS XP ...

. Recovery Disks Vista /...

. Correcção da falha de se...

. Explorador de tarefas Win...

. Recovery Disk Win8

. Fechando o Metro win8

. Função teclas Windows 8

. Melhorias do Windows 8

.arquivos

. Agosto 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

>

Photo of lovely_things

.Translate

.subscrever feeds