Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

Dicas e tweaks para o Windows Vista

 

Atalhos de teclado no Windows Explorer

 

O Explorer do Vista não tem mais aquele botão “pasta acima”, que permite ir para a pasta “pai” da atual. Em troca, a navegação pela barra de endereços fica facilitada, mostrando a hierarquia das pastas – bastando clicar na pasta que você quer. Mas isso é bom para pastas com caminhos curtos, ou quando a janela está maximizada. Em janelas pequenas, aparece apenas a pasta atual:


 

 

index_html_3d706c60

Você deveria clicar nas setinhas à esquerda da pasta atual, para exibir a lista com as pastas superiores. Aí se vão dois cliques. E agora, cadê o botão da pasta “pai”? Use o teclado! Mesmo nas versões anteriores, vale a tecla Backspace. Se nenhum campo de texto estiver com o foco, teclar Backspace leva você à pasta pai da atual. Outra forma, é teclar Alt + Seta para cima. Veja alguns outros atalhos, inclusive válidos nas versões anteriores do Windows:

    Alt + Seta para a direita = Avançar

    Alt + Seta para a esquerda = Voltar

    Alt + Enter = Propriedades do(s) item(ns) selecionado(s)

    F11 = Colocar o Explorer em tela cheia

No Vista, você também pode segurar CTRL e rodar a rodinha do mouse (scroll), para aumentar ou diminuir o tamanho dos ícones.

A dica de teclar CTRL e rodar a rodinha do mouse vale também para a área de trabalho. Para isso, antes, selecione algum ícone da área de trabalho, ou clique num lugar vazio da mesma – para que ela fique com o foco, e não a barra de tarefas.

Uma coisa ruim (péssima, para quem tinha se acostumado) no Explorer do vista é a falta de atalho para acessar a barra de endereços. Nas versões anteriores, ficava escrito “Endereços” ao lado da barra, com uma letra sublinhada – teclando Alt + a letra sublinhada, o foco era jogado para a barra de endereços. No Windows em português a letra era “n” (Endereço), e em inglês, “d” (Address). No IE vale o CTRL + L (provavelmente de “Location”), mas no Explorer não funciona.

 

 

 

 

 

Adicionando “Abrir com o bloco de notas” em qualquer arquivo

 

Isso de forma adaptada, vale para diversas versões de Windows também. É tão bom poder abrir arquivos diversos como texto puro, não é? Você vê alguns dados do arquivo, ou pelo menos tem uma idéia do seu conteúdo – especialmente para arquivos sem extensão, ou com extensão trocada, ou ainda diversos arquivos que são de texto puro mas que não têm uma extensão associada no Windows (como alguns arquivos de configuração usados por diversos programas). A dica é adicionar uma entrada no menu de contexto para todos os tipos de arquivos, por exemplo, “Abrir com o bloco de notas”. O item adicionado aparecerá ao clicar com o botão direito do mouse nos arquivos, pelo Windows Explorer:

index_html_1aba4a2b

Para adicioná-lo, vamos ao regedit, o editor do registro (“Iniciar > Executar > regedit”). Localize a chave:

 

HKEY_CLASSES_ROOT > * > shell

 

Com a “pastinha” shell selecionada, crie uma nova chave sob ela, e dê o nome que quiser, por exemplo, “Abrir com o notepad”. Para criar a subchave, você pode selecionar a chave “shell”, clicar em “Editar > Novo > Chave” ou então clicar com o direito nela, e ir em “Novo > Chave”. Assim você terá uma nova chave. Dentro dessa que acabou de criar, crie uma subchave chamada “command”. O procedimento para criá-la é o mesmo, mas estando selecionada a chave que você criou anteriormente, e não a “shell”. Isso criará o caminho:

 

HKEY_CLASSES_ROOT > * > shell > Abrir com notepad > command

 

A chave HKEY_CLASSES_ROOT guarda as configurações de associações de arquivos e programas padrão, e suas configurações são válidas para todos os usuários da máquina. A subchave “asterisco” (*) tem esse nome por ser uma máscara, válida para todos os arquivos. A subchave “shell” define itens que fazem integração com o Explorer (nos menus de contexto). O nome da subchave criada por você, “Abrir com notepad” será o texto do menu que será adicionado à lista, ao clicar com o botão direito num arquivo qualquer. E a última chave, “command”, configura o comando padrão que será executado quando o usuário clicar no item do menu criado. Repare que no editor do registro, as chaves são exibidas como “pastinhas”, aparecendo numa hierarquia à esquerda, que lembra a visualização de pastas e arquivos do Windows Explorer.

Dica: assim como você fez para o “asterisco”, poderia ter escolhido uma extensão em particular, para criar entradas no menu apenas para os tipos de arquivos desejados.

Feito isso, você deverá alterar o valor padrão da última chave, a “command”. Com esta chave selecionada no painel esquerdo, dê um duplo clique no item “(Padrão)” do painel direito. Aparecerá um campo para editá-lo. Como dados do valor, digite:

 

notepad.exe %1

 

index_html_m511c9139

(notepad.exe [espaço] sinal de porcentagem [sem espaço] número 1)

Clique em OK e pronto. No Vista, a alteração passa a valer imediatamente, pode conferir clicando em algum arquivo com o botão direito :) Em algumas outras versões do Windows, pode ser necessário fazer logoff ou até mesmo reiniciar o computador para que a alteração seja carregada.

O comando adicionado foi o notepad.exe (o Bloco de notas do Windows), e o %1 indica que o arquivo clicado será passado na linha de comando como primeiro parâmetro para o programa. A maioria dos programas de edição de alguma coisa se preparam para abrir um arquivo, caso exista, quando ele é passado como primeiro parâmetro, chamando assim:

 

programa.exe arquivo.txt

 

Você pode até trocar o notepad.exe por outro editor, caso queira (eu mesmo uso meu editor Mep Texto). Neste caso, certifique-se de colocar o caminho completo do executável, entre aspas se tiver espaços, por exemplo:

 

C:\Program Files\Editor de textos\editor.exe” %1

 

Não é necessário indicar o caminho completo do notepad.exe porque ele fica na pasta do sistema, que está na variável de ambiente PATH. Ficaria assim a vista do editor do registro, com essa configuração feita:

index_html_1a6d4f13

Obs.: poderão existir chaves adicionais, caso algum programa que você use as tenha criado; na imagem acima, por exemplo, há duas do Sandboxie, que mantenho instalado.

Mexer na HKEY_CLASSES_ROOT permite alterar as associações de arquivos, portanto, cuidado! Com um pouco de prática, fica fácil restaurar associações a determinados formatos de arquivos, por exemplo, ao instalar um novo programa ou ao desinstalar algum que remova as associações. O uso da sintaxe programa.exe %1 não é regra: alguns programas requerem outros parâmetros para que possam abrir os arquivos (variando de programa para programa), mas a maioria abre dessa forma.

Outra forma de adicionar programas para abrir quaisquer arquivos facilmente com eles é usar o menu “Enviar para”. Abra a pasta “SendTo” (pode ser digitando “sendto” no “Executar” ou no campo de busca do menu Iniciar do Vista), e coloque atalhos para os programas desejados dentro dessa pasta. Depois, bastará clicar em qualquer arquivo e escolher “Enviar para...”.

Ao usar o item “Abrir com” do menu de contexto, as possíveis aplicações usadas são salvas na lista, mas apenas para o tipo de arquivo em questão. Fazendo da forma citada aqui, vale para qualquer tipo de arquivo.

As associações de arquivos também podem ser alteradas pelas “Opções de pasta” do Windows Explorer, abrindo o item “Ferramentas > Opções de pasta”, ou o item de mesmo nome no painel de controle. Mas dependendo da alteração a ser feita, o Windows não permite alterar pela interface a ação padrão do tipo de arquivo desejado, causando problemas – ao dar um duplo clique no arquivo, a janela de pesquisa é aberta, por exemplo – o que ocorre ao tentar alterar o ícone padrão das pastas através das opções de pasta. Então se der, prefira fazer diretamente pelo registro :)

 

Limpar histórico do IE7 pela linha de comando

 

Seja para liberar espaço em disco ou manter a privacidade, é bom limpar o histórico e o cache do navegador. O Internet Explorer 7 tem itens individuais para limpeza, tais como cache dos arquivos, histórico, cookies, etc. Esses itens podem ser limpos pelo menu “Ferramentas > Excluir histórico de navegação”. Se você quiser incluí-los num arquivo .bat, pela praticidade ou por poder criar um atalho na área de trabalho, pode chamar o RunDll32 com as funções de limpeza:

Arquivos temporários da Internet (cache):

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 8

 

Cookies:

 

 

Histórico de navegação:

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 1

 

Dados dos formulários preenchidos:

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 16

 

Senhas possivelmente salvas:

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 32

 

Limpar tudo:

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 255

 

Limpar tudo, incluindo arquivos e configurações criados pelos add-ons:

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 4351

 

Os comandos acima podem ser dados no “Executar” ou serem usados em arquivos de lotes, ou ainda, chamados por programas de terceiros. Valem para o IE7, tanto no Windows XP como no Vista. O RunDll32 permite chamar funções existentes dentro de DLLs (desde que você saiba o nome e alguns parâmetros da função desejada), assim como os programas fazem.

 

Desativando a navegação em abas no IE7

 

O IE7 veio atrasado com abas (depois de Opera, Netscape, Firefox...), muita gente que usa o IE estava acostumada com o navegador sem abas. Se você é um desses, pode desativar a navegação em abas clicando em “Ferramentas > Opções da Internet”. Na aba “Geral”, clique no botão “Configurações” da seção “Guias”, e desmarque o item “Habilitar navegação com Guias”:

index_html_m371a7e9

É necessário reiniciar o IE para que a alteração tenha efeito.

 

Copiando mensagens das janelas de erros ou alertas do Windows

 

Sabe aquelas mensagens de erro?

index_html_m1973003d

Seja a mensagem qual for, e mesmo em programas (desde que usem a API do Windows própria para as janelas de mensagens), não dá para selecionar o texto nessas janelas. Muitas vezes é útil copiar trechos dessas mensagens para jogar no Google, por exemplo, pesquisando aquele maldito erro que acontece com seu programa favorito. E então, como proceder para copiar esses textos?

A resposta é mais simples do que parece: basta teclar CTRL+C sobre a janela, quando ela estiver com o foco :) E depois, colar em algum editor, como o Bloco de notas, para separar o que você quiser. Na janela exibida na imagem acima, por exemplo, ao teclar CTRL+C, esse conteúdo seria copiado para a área de transferência:

 

[Window Title]

 

O local não está disponível

[Content]

M:\ refere-se a um local não disponível. Ele pode estar em um disco rígido neste computador ou em uma rede. Verifique se o disco está inserido corretamente ou se você está conectado à Internet ou à rede e tente novamente. Se ele ainda não puder ser localizado, as informações poderão ter sido movidas para outro local.

[OK]

Ele separa o título da janela, o conteúdo, e os botões existentes na mesma. Quase ninguém sabe disso :p

 

Marcos Elias Picão

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 2

 

Adicionando “Abrir com o bloco de notas” em qualquer arquivo

 

Isso de forma adaptada, vale para diversas versões de Windows também. É tão bom poder abrir arquivos diversos como texto puro, não é? Você vê alguns dados do arquivo, ou pelo menos tem uma idéia do seu conteúdo – especialmente para arquivos sem extensão, ou com extensão trocada, ou ainda diversos arquivos que são de texto puro mas que não têm uma extensão associada no Windows (como alguns arquivos de configuração usados por diversos programas). A dica é adicionar uma entrada no menu de contexto para todos os tipos de arquivos, por exemplo, “Abrir com o bloco de notas”. O item adicionado aparecerá ao clicar com o botão direito do mouse nos arquivos, pelo Windows Explorer:

index_html_1aba4a2b

Para adicioná-lo, vamos ao regedit, o editor do registro (“Iniciar > Executar > regedit”). Localize a chave:

 

 

Com a “pastinha” shell selecionada, crie uma nova chave sob ela, e dê o nome que quiser, por exemplo, “Abrir com o notepad”. Para criar a subchave, você pode selecionar a chave “shell”, clicar em “Editar > Novo > Chave” ou então clicar com o direito nela, e ir em “Novo > Chave”. Assim você terá uma nova chave. Dentro dessa que acabou de criar, crie uma subchave chamada “command”. O procedimento para criá-la é o mesmo, mas estando selecionada a chave que você criou anteriormente, e não a “shell”. Isso criará o caminho:

 

 

A chave HKEY_CLASSES_ROOT guarda as configurações de associações de arquivos e programas padrão, e suas configurações são válidas para todos os usuários da máquina. A subchave “asterisco” (*) tem esse nome por ser uma máscara, válida para todos os arquivos. A subchave “shell” define itens que fazem integração com o Explorer (nos menus de contexto). O nome da subchave criada por você, “Abrir com notepad” será o texto do menu que será adicionado à lista, ao clicar com o botão direito num arquivo qualquer. E a última chave, “command”, configura o comando padrão que será executado quando o usuário clicar no item do menu criado. Repare que no editor do registro, as chaves são exibidas como “pastinhas”, aparecendo numa hierarquia à esquerda, que lembra a visualização de pastas e arquivos do Windows Explorer.

Dica: assim como você fez para o “asterisco”, poderia ter escolhido uma extensão em particular, para criar entradas no menu apenas para os tipos de arquivos desejados.

Feito isso, você deverá alterar o valor padrão da última chave, a “command”. Com esta chave selecionada no painel esquerdo, dê um duplo clique no item “(Padrão)” do painel direito. Aparecerá um campo para editá-lo. Como dados do valor, digite:

 

 

index_html_m511c9139

(notepad.exe [espaço] sinal de porcentagem [sem espaço] número 1)

Clique em OK e pronto. No Vista, a alteração passa a valer imediatamente, pode conferir clicando em algum arquivo com o botão direito :) Em algumas outras versões do Windows, pode ser necessário fazer logoff ou até mesmo reiniciar o computador para que a alteração seja carregada.

O comando adicionado foi o notepad.exe (o Bloco de notas do Windows), e o %1 indica que o arquivo clicado será passado na linha de comando como primeiro parâmetro para o programa. A maioria dos programas de edição de alguma coisa se preparam para abrir um arquivo, caso exista, quando ele é passado como primeiro parâmetro, chamando assim:

 

 

Você pode até trocar o notepad.exe por outro editor, caso queira (eu mesmo uso meu editor Mep Texto). Neste caso, certifique-se de colocar o caminho completo do executável, entre aspas se tiver espaços, por exemplo:

 

C:\Program Files\Editor de textos\editor.exe” %1

 

Não é necessário indicar o caminho completo do notepad.exe porque ele fica na pasta do sistema, que está na variável de ambiente PATH. Ficaria assim a vista do editor do registro, com essa configuração feita:

index_html_1a6d4f13

Obs.: poderão existir chaves adicionais, caso algum programa que você use as tenha criado; na imagem acima, por exemplo, há duas do Sandboxie, que mantenho instalado.

Mexer na HKEY_CLASSES_ROOT permite alterar as associações de arquivos, portanto, cuidado! Com um pouco de prática, fica fácil restaurar associações a determinados formatos de arquivos, por exemplo, ao instalar um novo programa ou ao desinstalar algum que remova as associações. O uso da sintaxe programa.exe %1 não é regra: alguns programas requerem outros parâmetros para que possam abrir os arquivos (variando de programa para programa), mas a maioria abre dessa forma.

Outra forma de adicionar programas para abrir quaisquer arquivos facilmente com eles é usar o menu “Enviar para”. Abra a pasta “SendTo” (pode ser digitando “sendto” no “Executar” ou no campo de busca do menu Iniciar do Vista), e coloque atalhos para os programas desejados dentro dessa pasta. Depois, bastará clicar em qualquer arquivo e escolher “Enviar para...”.

Ao usar o item “Abrir com” do menu de contexto, as possíveis aplicações usadas são salvas na lista, mas apenas para o tipo de arquivo em questão. Fazendo da forma citada aqui, vale para qualquer tipo de arquivo.

As associações de arquivos também podem ser alteradas pelas “Opções de pasta” do Windows Explorer, abrindo o item “Ferramentas > Opções de pasta”, ou o item de mesmo nome no painel de controle. Mas dependendo da alteração a ser feita, o Windows não permite alterar pela interface a ação padrão do tipo de arquivo desejado, causando problemas – ao dar um duplo clique no arquivo, a janela de pesquisa é aberta, por exemplo – o que ocorre ao tentar alterar o ícone padrão das pastas através das opções de pasta. Então se der, prefira fazer diretamente pelo registro :)

 

Limpar histórico do IE7 pela linha de comando

 

Seja para liberar espaço em disco ou manter a privacidade, é bom limpar o histórico e o cache do navegador. O Internet Explorer 7 tem itens individuais para limpeza, tais como cache dos arquivos, histórico, cookies, etc. Esses itens podem ser limpos pelo menu “Ferramentas > Excluir histórico de navegação”. Se você quiser incluí-los num arquivo .bat, pela praticidade ou por poder criar um atalho na área de trabalho, pode chamar o RunDll32 com as funções de limpeza:

Arquivos temporários da Internet (cache):

 

 

Cookies:

 

 

Histórico de navegação:

 

 

Dados dos formulários preenchidos:

 

 

Senhas possivelmente salvas:

 

 

Limpar tudo:

 

 

Limpar tudo, incluindo arquivos e configurações criados pelos add-ons:

 

 

Os comandos acima podem ser dados no “Executar” ou serem usados em arquivos de lotes, ou ainda, chamados por programas de terceiros. Valem para o IE7, tanto no Windows XP como no Vista. O RunDll32 permite chamar funções existentes dentro de DLLs (desde que você saiba o nome e alguns parâmetros da função desejada), assim como os programas fazem.

 

Desativando a navegação em abas no IE7

 

O IE7 veio atrasado com abas (depois de Opera, Netscape, Firefox...), muita gente que usa o IE estava acostumada com o navegador sem abas. Se você é um desses, pode desativar a navegação em abas clicando em “Ferramentas > Opções da Internet”. Na aba “Geral”, clique no botão “Configurações” da seção “Guias”, e desmarque o item “Habilitar navegação com Guias”:

index_html_m371a7e9

É necessário reiniciar o IE para que a alteração tenha efeito.

 

Copiando mensagens das janelas de erros ou alertas do Windows

 

Sabe aquelas mensagens de erro?

index_html_m1973003d

Seja a mensagem qual for, e mesmo em programas (desde que usem a API do Windows própria para as janelas de mensagens), não dá para selecionar o texto nessas janelas. Muitas vezes é útil copiar trechos dessas mensagens para jogar no Google, por exemplo, pesquisando aquele maldito erro que acontece com seu programa favorito. E então, como proceder para copiar esses textos?

A resposta é mais simples do que parece: basta teclar CTRL+C sobre a janela, quando ela estiver com o foco :) E depois, colar em algum editor, como o Bloco de notas, para separar o que você quiser. Na janela exibida na imagem acima, por exemplo, ao teclar CTRL+C, esse conteúdo seria copiado para a área de transferência:

 

 

O local não está disponível

[Content]

M:\ refere-se a um local não disponível. Ele pode estar em um disco rígido neste computador ou em uma rede. Verifique se o disco está inserido corretamente ou se você está conectado à Internet ou à rede e tente novamente. Se ele ainda não puder ser localizado, as informações poderão ter sido movidas para outro local.

[OK]

Ele separa o título da janela, o conteúdo, e os botões existentes na mesma. Quase ninguém sabe disso :p

 

[Window Title]

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 4351

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 255

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 32

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 16

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 1

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 2

 

RunDll32.exe InetCpl.cpl,ClearMyTracksByProcess 8

 

programa.exe arquivo.txt

 

notepad.exe %1

 

HKEY_CLASSES_ROOT > * > shell > Abrir com notepad > command

 

HKEY_CLASSES_ROOT > * > shell

publicado por helldanger1 às 21:21
link do post | comentar | favorito
|
Design By FC Copyright ®2007 2009 Todos os artigos por mim postados, estão hosp na própria Internet, Qualquer arquivo protegido deve permanecer,no máximo, 24 horas em seu computador. - Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apaga-lo ou comprá-lo apos 24 horas. - A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Como formatar o computado...

. Como formatar e instalar ...

. INSTALAÇÃO DO WINDOWS XP ...

. Recovery Disks Vista /...

. Correcção da falha de se...

. Explorador de tarefas Win...

. Recovery Disk Win8

. Fechando o Metro win8

. Função teclas Windows 8

. Melhorias do Windows 8

.arquivos

. Agosto 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

>

Photo of lovely_things

.Translate

.subscrever feeds